Onda de calor prevista vai exigir cuidados com a saúde e muita hidratação

O Governo do Estado faz inúmeras orientações para enfrentar o período diante dos riscos que as altas temperaturas trazem à saúde pública

Assessoria do Governo - 13/11/2023 - 10:53 | 0 comentários
Tempo


Virão dias calor escaldante Foto Saul Schramm-

O forte calor estacionado sobre o Mato Grosso do Sul colocou a população em alerta e levantou preocupação quanto aos cuidados do período. O Governo do Estado faz inúmeras orientações para enfrentar o período diante dos riscos que as altas temperaturas trazem à saúde pública. Contudo, a onda de calor vai além e exige atenção extra em outras áreas.

Uma delas é sobre o uso da água, o recursos naturais mais procurados nesse momento para atenuar os efeitos da temperatura elevada, com previsão de alcançar a marca de 45°C até o dia 20 deste mês – período estimado pelo Cemtec de duração da atual onda de calor.

Para encarar o aumento abrupto do consumo de água nas residências dos 68 municípios abastecidos pela Sanesul (Empresa de Saneamento do Estado de Mato Grosso do Sul) no Estado, a empresa lista orientações e dicas sobre o uso consciente do recurso.

Hábitos como o uso de mangueiras para umidificar ambientes, molhando paredes, ruas e calçadas, sejam evitados, já que além de não resolver o problema do forte calor e atenuá-lo de forma pouco eficaz, acabam incidindo em grande desperdício de água tratada.

Isso pode prejudicar o abastecimento de água, provocando pressões nas redes e criando pontos de intermitência, principalmente nas regiões mais elevadas – ou seja, esses locais ficam desabastecidos, sem que a água chegue ali por chegarem a outros antes.

Outras práticas reprovadas pelos técnicos da Sanesul é a permanência de torneiras ligadas em atividades corriqueiras, como escovar os dentes, fazer a barba e lavar louças e outros objetos. Se cada um fechar a torneio nos momentos em que a água não está sendo utilizada, no final a redução de consumo coletivo é enorme e evita problemas na rede.

O mesmo vale para o momento da limpeza das casas, onde existe o hábito de permanecer com mangueiras ligadas por longo período – inclusive para arrastar a sujeira de casas, garagens, quintais, calçadas e até da rua, próximo ao meio-fio.


Deixe um Comentário