Parceria vai viabilizar construção da Comunidade Terapêutica Santa Marta

- 14/07/2015 - 0:00 | 0 comentários
Saúde


8dd1b15b07ee959fff716f219ff43fb5

 

Uma parceria envolvendo a Igreja Católica Apostólica Brasileira e toda a sociedade fronteiriça deverá resultar na construção de um dos mais modernos centros de recuperação para pessoas envolvidas com o consumo de drogas e álcool.

O local será edificado numa chácara no Assentamento Corona e já tem nome definido: Comunidade Terapêutica Santa Marta. “Trata-se de uma resposta da nossa Igreja ao povo de Ponta Porã e região, pois percebemos a gravidade da situação envolvendo principalmente jovens com o consumo de substâncias que causam dependência química e, com isso, uma série de transtornos, contribuindo para a desagregação familiar, entre outros problemas graves”, informa o padre Valdemir Faustino, da Paróquia Nossa Senhora de Caacupê, estabelecida em Ponta Porã.

Ele, acompanhado pelo Padre Marcos Silva Jesus, esteve reunido com o presidente da Associação Comercial e Empresarial de Ponta Porã, Eduardo Gauna, procurando apoio do setor empresarial da cidade para viabilizar a construção e manutenção da comunidade terapêutica. “Estamos batendo nas portas da Associação Comercial porque precisamos do apoio para este empreendimento. Aqui estamos sendo bem acolhidos pelo presidente, que se prontificou em nos ajudar. Este projeto visa beneficiar nossa população”, declarou Padre Marcos.

Os dois informaram que a Comunidade Terapêutica vai atuar baseada no tripé da recuperação: “espiritualidade, convivência e trabalho como laborterapia e manutenção econômica da pessoa atendida. Nossa proposta será oferecer, além do atendimento necessário com profissionais capacitados nas áreas de saúde, educação, esportes, a possibilidade da pessoas aprender uma profissão e, com ela, poder viver dignamente com o suor do seu trabalho”, explicaram.

A Comunidade Terapêutica Santa Marta deverá ser construída numa área de 12 hectares obedecendo todas as normas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária e demais órgãos que regulamentam o funcionamento de estabelecimentos desta natureza. A princípio deverão ser atendidos 20 recuperandos. O local estará subordinado à Associação Maria Mãe da Igreja ligada à Igreja Católica Apostólica Brasileira, que é uma instituição religiosa independente da Igreja Católica Apostólica Romana, cuja sede é no Vaticano.

Maiores informações sobre o projeto e também para quem tem interesse em ajudar na construção da Comunidade Terapêutica Santa Marta, podem ser obtidas através dos telefones 67- 9644-9790; 9664-9500 e 9312-5051. Também através do e mail comunidadeterapeuticasantamarta@hotmail.com