Taxa de esgoto vai cair para 50% em Ladário, garante presidente da Sanesul

- 26/01/2017 - 0:00 | 0 comentários
Negócios e Finanças


537eafaab0a4c0a227d88cc02e4492cf

O valor cobrado pela taxa de esgoto, hoje em 70% do total do consumo de água, vai cair para 50%. É o que garantiu o Diretor Presidente da Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul (Sanesul), Luiz Rocha. Ele esteve em visita à cidade de Ladário, ao lado da governadora em exercício, Rose Modesto.

A declaração de Rocha foi feita durante visita às obras da Estação de Tratamento de Água (ETA), na rua Pedro II, com a Fernandes Vieira. “Vai cair agora com a renovação do contrato de concessão”, afirmou o presidente, garantindo que outros tipos de investimentos serão feitos pela empresa para suprir todas as necessidades dos ladarenses.

“Essa obra nós vamos entregar ainda no primeiro semestre. Ela vem em passos lentos, mas será concluída até meados do semestre”, disse Luiz Rocha, sobre a ETA-Ladário. A obra é uma parceria entre a Fundação Nacional de Saúde e o Governo do Estado que, através da Sanesul, está direcionando R$ 1,3 milhão para a construção da estação.

“Apesar dela, será necessário fazer uma estação elevatória na parte alta da cidade, o que daremos início o mais brevemente possível”, anunciou. Para ele, essa estação vai por fim ao problema de pequenas interrupções no abastecimento de água da cidade.

O prefeito Carlos Ruso, que acompanhou as autoridades estaduais na visita, aproveitou para cobrar mais empenho no que diz respeito às obras que vêm sendo realizadas em Ladário. “Principalmente a rede de esgotamento sanitário. Acreditamos que, com a parceria da Sanesul e do Governo, essas obras serão finalizadas o quanto antes e ai poderemos dar início ao nosso plano de recuperação asfáltica da cidade”, disse ele.

A Sanesul é uma empresa que pertence ao Governo do Estado de Mato Grosso do Sul e que detém a concessão dos serviços de água e esgoto em várias cidades do Estado. Ela é responsável pela captação, tratamento e fornecimento de água, e também pelo esgotamento sanitário em Corumbá e Ladário. (Assessoria de Comunicação – PML)


Deixe um Comentário