Inmet revela que Corumbá é o 4º município mais quente do Brasil

No ranking das 20 cidades mais calorosas, 6 são de MS; calor excessivo continua no fim de semana

Correio do Estado - 16/11/2023 - 13:38 | 0 comentários
Mato Grosso do Sul


Calor está de rachar em todo o Estado. Foto: Gerson Oliveira

Mato Grosso do Sul se destacou entre as cidades mais quentes do Brasil nesta quarta-feira (15), de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

No ranking das 20 cidades mais calorosas, 6 são de Mato Grosso do Sul (MS), 5 de Mato Grosso (MT), 5 de Minas Gerais (MG), 2 de Goiás (GO), 1 a Bahia (BA) e 1 de Roraima (RR).

Corumbá (42,1ºC), Porto Murtinho (41,4ºC), Água Clara (41,2ºC), Coxim (41,1ºC), Aquidauana (41ºC) e Nhumirim (40,8ºC) bateram recorde de calor e foram listados entre as cidades mais quentes do País.

Este é o 8º dia consecutivo em que municípios de MS aparecem no ranking das cidades mais quentes do Brasil. Geralmente Corumbá, Porto Murtinho e Água Clara são os municípios mais listados com maior frequência.

De acordo com o meteorologista Natálio Abrahão, 37 municípios de Mato Grosso do Sul registraram sensação térmica acima de 40°C nesta quarta-feira (15), feriado de Proclamação da República.

Ao Correio do Estado, a meteorologista do Inmet, Andrea Ramos, afirmou que a sensação térmica deve ficar até três graus acima da temperatura real, por causa do vento quente.

ONDA DE CALOR

Pela terceira vez no ano, a Onda de Calor está de volta em Mato Grosso do Sul.

Temperaturas atingem recordes e ultrapassam facilmente os 40ºC e, em algumas regiões, beiram os 45ºC, com sensação térmica de 47ºC.

Alerta vermelho do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) indica que a temperatura está 5ºC acima da média entre segunda-feira (13) e sexta-feira (17), em todos os 79 municípios de Mato Grosso do Sul. O aviso aponta grande perigo, com risco à saúde.

De acordo com a meteorologista do Inmet, Dayse Moraes, a Onda de Calor pode se estender para o fim de semana. Um novo alerta será publicado e atualizado nesta sexta-feira (17).

A Onda de Calor atua em Mato Grosso do Sul desde quarta-feira (8), quando o Inmet emitiu alerta amarelo.

O sol promete ser de “rachar” e nem o ar-condicionado, ventilador e tereré estão dando conta do recado.

Esta é a terceira Onda de Calor que atua em Mato Grosso do Sul. A primeira ocorreu entre 18 e 26 de setembro e a segunda entre 17 e 21 de outubro.

Onda de Calor é o resultado de um bloqueio atmosférico causado pela persistência de um grande sistema de alta pressão atmosférica sobre uma área, por vários dias consecutivos.

A alta pressão atmosférica deixa o ar seco, inibe o crescimento e formação de nuvens e a ocorrência de chuva.

A Onda de Calor provoca altíssimas temperaturas, sol forte, clima seco, tempo abafado, céu limpo, vento quente e baixa umidade do ar em Mato Grosso do Sul.

Setembro e outubro geralmente são os meses mais quentes do ano em Mato Grosso do Sul. Queimadas costumam ocorrer nesta época do ano justamente por conta do calor excessivo.

Prognóstico de primavera, elaborado pelo Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima (Cemtec), aponta que o calor será intenso nesta estação, com dias bem mais quentes que o normal. As temperaturas, que já estão acima da média, devem se elevar gradativamente nos próximos meses, ocorrendo uma maior frequência de dias de calor.

UMIDADE DO AR

Além de quente, o tempo também está muito seco. O índice de umidade relativa do ar atinge valores críticos em Mato Grosso do Sul.

Alerta amarelo do Inmet aponta que a umidade relativa do ar estará entre 20% e 30% nesta quinta-feira (16) em Mato Grosso do Sul.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a umidade indicada é de no mínimo 60%.

Umidade relativa do ar é a quantidade de água em forma de vapor dispersa pelo ar. O instrumento utilizado para medir a umidade é o higrômetro.

Baixa umidade do ar, escassez de chuvas e calor extremo provocam queimadas no Pantanal mato-grossense e sul-mato-grossense.

PREVISÃO DO TEMPO PARA OS PRÓXIMOS DIAS

De acordo com a meteorologista do Inmet, Dayse Moraes, o calor excessivo continua neste fim de semana. O alerta de Onda de Calor será atualizado nesta sexta-feira (17) e pode se estender para sábado (18) e domingo (19).

A previsão é que a Onda de Calor vá embora na segunda-feira (20) e dê espaço para chuvas e tempestades em Mato Grosso do Sul.

A previsão do tempo para a próxima semana é de calor, chuva, tempestade, ventos, queda de granizo, raios e trovões. A chuva vai proporcionar alívio do calor na semana que vem. “Ao decorrer da semana, com o aumento das chuvas, vai dar uma amenizada no calor. A expectativa é que a temperatura caia de 43ºC para 38ºC”, explicou a meteorologista ao Correio do Estado.

RECOMENDAÇÕES

De acordo com o Ministério da Saúde, o tempo quente e seco requer cuidados aos sul-mato-grossenses. Confira as recomendações:

Não praticar exercícios físicos durante as horas mais quentes do dia

Evitar exposição ao sol das 9h às 17h

Usar protetor solar

Beber muita água

Usar roupas finas e largas, de cores claras e tecidos leves (de algodão)

Não fazer refeições pesadas

proteger-se do sol com chapéus e óculos de proteção

Manter o ambiente arejado, com umidificador de ar, ventilador, toalhas molhadas, baldes cheios d’água e ar condicionado


Deixe um Comentário