Transporte de passageiros será discutido em audiência pública na Câmara

- 23/02/2017 - 0:00 | 0 comentários
Geral


76b6239ab3d59e8abf27801967772898

Transporte remunerado de passageiros praticado por taxi e moto-taxi na região de Corumbá, será debatido durante uma audiência pública na Câmara Municipal de Vereadores, no dia 05 de abril, a partir das 18 horas.

A realização da audiência pública foi solicitada pelo vereador Irailton de Oliveira Santana – Baianinho (PSDB), e visa buscar solução para uma série de problemas que afeta as duas categorias, entre eles, o transporte irregular de passageiros, praticados de forma clandestina.

“Já estamos convidando os taxistas e moto-taxistas para podermos discutir os problemas que afligem as duas categorias, assim como as autoridades ligadas ao setor. A participação destas pessoas será de enorme importância para debatermos e procurarmos soluções, principalmente em relação ao transporte clandestino. Estamos buscando, inclusive, bons exemplos em outras cidades que possam contribuir para a melhorias dos serviços prestados aqui”, afirmou o vereador.

Fiscalização

O requerimento de Baianinho foi apresentado e aprovado esta semana, nas duas primeiras sessões do ano. A primeira, inclusive, foi acompanhada por um grupo de moto-taxistas que reivindicavam maior fiscalização em torno dos clandestinos.

Também por meio de requerimento, o vereador Yussef Salla (PDT), solicitou o envio de expediente ao diretor da Agencia Municipal de Trânsito e Transporte (Agetrat), Paulo Guilherme de Arruda, para uma maior fiscalização no sentido de coibir o transporte clandestino de passageiros praticados por taxistas bolivianos, em prejuízo aos taxistas e moto taxistas corumbaenses.

“Todos pagam seus impostos e seguem as normas impostas a eles. Não é justo que sofram essa concorrência desleal praticada pelos taxistas bolivianos”, explicou Yussef. O requerimento também foi aprovado por unanimidade.

Também foram aprovados outros dois requerimentos do vereador Domingos Albaneze Neto (PV) em relação ao serviço de moto taxi. No primeiro, o edil solicita ao prefeito Ruiter Cunha de Oliveira, a liberação dos alvarás de 34 moto taxistas aprovados no último concurso realizado.

Já o segundo se refere à fiscalização permanente dos serviços prestados pelos profissionais legalizados, além da reabertura das 216 vagas restantes. “Isso seria importante para habilitar aquelas pessoas que ainda estão atuando de forma ilegal em nossa cidade”, explicou


Deixe um Comentário