PITUFOS REALIZAM DOAÇÃO DE SANGUE EM PONTA PORÃ

- 22/07/2015 - 0:00 | 0 comentários
Geral


37006d1f78a382af9c665654f8162781

Guardas e Agentes de Trânsito Municipais de Ponta Porã fazem doação de sangue.

 

Agentes da Guarda Civil Municipal e de Trânsito de Ponta Porã fizeram nesta terça-feira, dia 21, doação de sangue no Hemonúcleo do município. O objetivo do ato foi de reforçar e apoiar o banco de sangue da fronteira e, ao mesmo tempo, conscientizar as pessoas para a importância da doação, no sentido de salvar vidas.

A doação ocorreu através da campanha desenvolvida em conjunto pela Secretaria Municipal de Segurança Pública, Coordenadoria Municipal de Trânsito e Sindicato Municipal dos Guardas Civis de Ponta Porã.

É importante ressaltar que doação de sangue envolve, ainda, muitos mitos. Mas a verdade é que doar sangue é seguro e quem doa uma vez, não é obrigado a doar sempre. No entanto, é muito importante que pessoas saudáveis doem regularmente, basta ser voluntário e seguir algumas orientações antes de decidir pela sua doação.

Como doar?

Há três principais tipos de doação: de sangue total, por aférese e doação autóloga. Doação de Sangue Total: é a doação habitual, onde até 450 ml de sangue são coletados em uma bolsa produzida com materiais e soluções que permitem a preservação do sangue. Os homens podem doar de dos em dois meses, até quatro vezes ao ano e as mulheres podem doar de três em três meses até três vezes ao ano.

Como é feita uma doação de sangue total?

Cadastro: O doador, portando um documento oficial com foto, é cadastrado e recebe um questionário para ser respondido. Esse questionário tem o objetivo de avaliar se há alguma situação ou doença que impeça a doação de sangue, portanto as respostas devem ser sinceras e qualquer dúvida deve ser esclarecida na próxima etapa – a triagem clínica;

Triagem clínica: O doador é entrevistado e examinado por profissional de saúde, em local que garanta a privacidade e o sigilo das informações. Esse profissional verifica as respostas do questionário e avalia pessoas com alto risco de transmitir doenças pelo sangue. O doador deve ser consciente de que as suas respostas são muito importantes para garantir a sua integridade física, bem como a de quem vai receber o seu sangue. A segurança do paciente que recebe transfusão começa com o doador;

Coleta de sangue: A coleta de sangue dura no máximo 10 minutos. Todo o material utilizado é estéril e descartável. Não há risco de contrair doenças doando sangue;

Lanche: Após a doação, o doador recebe um lanche e informações sobre os cuidados básicos que devem ser tomados após a coleta do sangue.

Todas as pessoas podem doar sangue?

Há critérios que permitem ou que impedem uma doação de sangue, que são determinados por Normas Técnicas do Ministério da Saúde, e visam à proteção ao doador e a segurança de quem vai receber o sangue.

Requisitos básicos para doar sangue

Portar documento oficial de identidade com foto (identidade, carteira de trabalho certificado de reservista ou carteira do conselho profissional);

Estar bem de saúde;

Ter entre 16 e 68 anos (incompletos). Jovens com 16 e 17 anos podem doar com autorização dos pais e/ou responsáveis legais.

Pesar no mínimo 55 Kg;

Não estar em jejum. Evitar apenas alimentos gordurosos nas 3 horas que antecedem a doação.


Deixe um Comentário