JOVEM PERDE A VIDA EM ACIDENTE DE MOTO EM PONTA PORÃ

- 10/06/2015 - 0:00 | 0 comentários
Geral


377829b055e89e3afb894e7528a10996

Jovens são atropelados em Ponta Porã e condutor foge sem prestar socorro às vitimas.

A vitima fatal foi identificada como, Arnaldo Rafael Espindola (19) que se encontrava transitando na noite de terça feira (09) as 19:00hs, sobre a Rua Calogeras a bordo de uma motocicleta estrangeira da marca Kenton, cor preta, em companhia de Anderson Gomes Kohns (28) que se encontra internado em estado grave no Hospital Regional de Ponta Porã, quando um veiculo tipo Saveiro, segundo testemunhas realizava zig zag na rua e acabou chocando se frontalmente com a motocicleta dos jovens de forma violenta com o que os mesmos foram jogados no asfalto.

Agentes do Corpo de Bombeiros auxiliaram os mesmos ao hospital de Ponta Porã onde minutos após Arnaldo Rafael venho a óbito a raiz do acidente, já o acompanhante segundo informações se encontra internado em estado grave, já o condutor do veiculo Saveiro fugiu do local sem prestar socorro as vitimas, agentes da policia se encontram a procurando do mesmo.

A morte do jovem Arnaldo Rafael, na noite de hoje vem a elevar o índice de acidente com motocicletas em um 70% na cidade de Ponta Porã, onde nos últimos dias foram registrados vários acidentes, algumas com vitimas fatais, o que leva a cidade a um ranking das mais violentas da região nos casos de acidente como motocicletas, os números preocupam as autoridades policiais que buscam um meio de frear o alto numero de acidentes na região de fronteira, onde a população pode adquirir a sua motocicleta estrangeira com uma grande facilidade, outro dos fatores que preocupa os agentes policiais e a falta de compromisso dos motoristas de veículos automotores com os motociclistas o que termina em muitos dos casos em morte ou na internação por vários meses do acidentado no hospital local.

E preciso de forma urgente que as autoridades do município busquem impor um projeto aos condutores nesta parte do país onde vários jovens perderam a vida ou se encontram hospitalizados em inválidos em suas residências, e preciso que as mortes no transito tenham um fim e para isso e necessário primeiro uma conscientização e posteriormente ações serias de combate aos abusos no transito que devem ser realizadas com o apoio da sociedade, Ministério Publico, policia, imprensa e autoridades do Executivo e do Legislativo.


Deixe um Comentário