Em Corumbá, órgãos de trânsito fazem blitz para diminuir infrações

As infrações mais frequentes flagradas na operação foram gravíssimas, como: conduzir veículo sob efeito de álcool, recusar realizar o teste de alcoolemia, conduzir veículo efetuando manobra perigosa e dirigir sem possuir CNH

Prefeitura de Corumbá - 22/11/2023 - 15:00 | 0 comentários
Geral


Operação Noite Feliz em Corumbá. Foto: Assessoria

A Operação Noite Feliz é uma iniciativa dos órgãos de trânsito e segurança pública com intuito de diminuir a quantidade de infrações e perturbações, principalmente no período noturno.

A operação contou com a participação direta da Agência Municipal de Trânsito e Transporte, do Departamento Estadual de Trânsito, da Guarda Civil Municipal, do 6º Batalhão de Polícia Militar e conta com o apoio da Polícia Civil nos casos de crimes de trânsito.

No último final de semana, o primeiro desdobramento da operação abordou 952 veículos e realizou o teste do etilômetro em 251 condutores. Desse total, foram identificadas 109 infrações de trânsito.

As infrações mais frequentes flagradas na operação foram gravíssimas, como: conduzir veículo sob efeito de álcool, recusar realizar o teste de alcoolemia, conduzir veículo efetuando manobra perigosa e dirigir sem possuir CNH.

Ao todo 24 condutores recusaram fazer o teste de alcoolemia e 05 foram encaminhados para a delegacia por dirigirem embriagados. Durante a operação um condutor também foi conduzido à delegacia por condução perigosa, crime de trânsito de acordo com a legislação.

Ao todo, 34 veículos foram removidos ao pátio do órgão competente, inclusive por estar com o escapamento da motocicleta com descarga livre, o que gera um barulho muito alto e é caracterizado como infração de trânsito pelo Código de Trânsito Brasileiro.

A Operação Noite Feliz terá outros desdobramentos, principalmente durante os meses de novembro e dezembro, com objetivo de promover uma maior sensação de paz no trânsito e diminuir o número de ocorrências por perturbação do sossego na cidade de Corumbá.

 


Deixe um Comentário