AUMENTO DE CASOS DE DENGUE PREOCUPA AUTORIDADES DA FRONTEIRA

- 05/06/2015 - 0:00 | 0 comentários
Geral


6cd7000b5fdc149d15c15e2b49b0ac68

A Secretaria Municipal de Saúde, através da Vigilância em Saúde, e setor de controle de endemias e vetores está alertando a população com relação a proliferação do mosquito aedes aedegypti, transmissor da dengue. Somente neste ano foram notificados 419 casos suspeitos da doença, com a confirmação de 35. O índice de infestação do mosquito também está acima do que é considerado como aceitável pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

 

De acordo com o coordenador do setor de vetores, Edilson Melgarejo, o índice de infestação vem aumentando nos últimos dias e o sinal de alerta foi ligado já no mês passado. “Temos trabalhado de forma intensificada para erradicar o mosquito, mas se a população não colaborar, não tem como combater. A situação no momento é de controle, mas estamos com a infestação acima do limite recomendado pela Organização Mundial da Saúde e para melhorar isso, somente com o apoio das pessoas”, disse o coordenador.

 

Melgarejo explica que as chuvas constantes têm aumentado a proliferação do mosquito. “Por vários meses a infestação do mosquito ficou abaixo de 1% que é o índice máximo recomendado pela OMS. Nesta segunda-feira, dia 1º de junho, estamos com infestação de 2,1% e as pessoas precisam se conscientizar de que a dengue só será erradicada com a participação de todos. Até porque com as chuvas em muitos locais os agentes de saúde não estão tendo acesso e se não houver colaboração a situação poderá se complicar ainda mais”, destacou.

 

A preocupação da Secretaria Municipal de Saúde é não apenas na área urbana. Recentemente foi desenvolvido um verdadeiro arrastão no distrito de Cabeceira do Apa. No local, os agentes encontraram vários focos do mosquito aedes aegypti, transmissor da dengue. Os moradores receberam orientações sendo que proprietários de três imóveis foram notificados pela Vigilância Sanitária.

 

Já no último mês de março, o distrito de Nova Itamarati também recebeu o trabalho da Vigilância em Saúde para combater a dengue. O trabalho foi desenvolvido na área urbana e os moradores receberam orientações de como devem proceder para evitar a doença. Melgarejo disse que as pessoas precisam colaborar para erradicar o mosquito. “Mantendo os quintais limpos, evitar deixar água parada em qualquer tipo de recipiente, por menor que seja, já ajuda muito. Outra questão importante, refere-se aos bebedouros de animais. Não basta jogar a água fora, é preciso passar uma bucha para limpar e evitar a procriação do mosquito transmissor”, destaca.


Deixe um Comentário