Campo Grande ‘vira’ capital das araras no mês de agosto

- 12/08/2015 - 0:00 | 0 comentários
Entretenimento


e63eba4a60c5a7383338249762b2606c

Plumas com as cores da bandeira do Brasil e o som alto ficam mais evidentes em Campo Grandeno mês de agosto, época em que a cidade vira a capital das araras-canindés. Isso acontece porque este é o período de reprodução dessas aves.

Há dez anos, por causa da seca, as araras se mudaram para a cidade em busca de comida, e não saíram mais. Ao todo, 64 ninhos urbanos na capital sul-mato-grossense são monitorados por pesquisadores.

O cuidado dos pesquisadores é tanto, que em algumas avenidas, uma árvore morta e troncos são escorados para preservar ninhos. Quando o progresso é ameaça, até fios de energia são encapados e transformadores trocados. Em cinco anos, os pesquisadores já cadastraram 200 filhotes de arara nascidos na cidade.

Privilégio
Ao amanhecer ou ao entardecer, a cidade fica mais bonita quando as aves aparecem. Alguns moradores têm o privilégio de tê-las como fiéis visitantes. Como é o caso do major do Corpo de Bombeiros Pedro Centurião Filho, de 54 anos.

Ele contou que construiu uma ‘casa’ para araras no alto de uma palmeira imperial e, desde então, um casal de aves mora no local. A mulher dele, Márcia Maria Maidanna Cristaldo, disse que não acreditou que as aves passariam a morar na nova ‘construção’.

“Consegui agora um despertador natural, porque elas [aves] chegam cedo fazendo um barulhão e só vão à tarde embora”, completou o militar.

Pesquisadores visitaram o ninho do casal e constataram que um ovo já foi colocado.

Orientação
A bióloga Neiva Guedes reforça que “essas aves são silvestres, não são aves mansas nem dóceis que as pessoas não tentem pegá-las”. “Vamos observar, fotografar as araras voando livres na natureza”, pontuou.


Deixe um Comentário