Prefeitura da Capital vai abrir 6 mil vagas em escolas e contratar 300 professores

Prefeita Adriane Lopes anuncia na noite de hoje um pacotão de ações para a Rede Municipal de Educação de Campo Grande

Correio do Estado - 20/11/2023 - 10:55 | 0 comentários
Educação


Prefeitura da Capital vai contratar novos professores. Foto: Marcelo Victor

A Prefeitura de Campo Grande lança hoje um pacote de medidas que visa investimentos na Educação Básica da Capital. Entre os anúncios que a prefeita Adriane Lopes (PP) fará estão a contratação de mais 300 professores e a abertura de 6.600 vagas para o Ensino Fundamental e Infantil.

De acordo com a prefeitura, entre as vagas criadas na Rede Municipal de Educação (Reme), algumas são para o Ensino Fundamental, de demandas existentes e outras de criação, assim como para a Educação Infantil, que contará com a abertura de novas Escolas Municipais de Educação Infantil (Emeis).

Conforme a Central de Matrículas da Secretaria Municipal de Educação (Semed), para 2024, a prefeitura anunciou a abertura de 5 mil vagas nas Emeis da Capital.

Para tanto, há a previsão de entrega de duas Emeis no próximo ano. No dia 6 de fevereiro, haverá a entrega da Emei Jardim Inápolis, enquanto no dia 20 do mesmo mês será a vez das obras da Emei São Conrado serem entregues à população. O ano letivo de 2024 terá início no dia 15 de fevereiro.

Com a abertura de novas vagas, a prefeitura também promete a contratação de mais de 300 professores para atuarem nas unidades escolares públicas de Campo Grande, além da construção de 166 novas salas modulares nas escolas da Capital.

Além disso, o pacote de medidas também prevê a oferta de 5.189 notebooks para todas as escolas da Reme, sendo 3.069 para escolas com Ensino Fundamental e 2.120 para Emeis. Ainda, haverá a criação de uma sala de informática itinerante e a entrega da 1.095 notebooks para melhorias no atendimento da Semed. Novos uniformes e kits escolares ainda serão anunciados.

Com as temperaturas altíssimas, a prefeitura também prevê a instalação de ares-condicionados para todas as unidades escolares da Reme de Campo Grande. Serão adquiridos mais de 4 mil aparelhos.

“A Educação é prioridade na nossa gestão. Sem educação não tem como se falar em capital das oportunidades. Quando se ressalta o avanço econômico na nossa cidade, precisamos falar de educação. Estamos acelerando processos para fazer da Reme referência para o Brasil”, frisa Adriane Lopes, por meio de sua assessoria.

De acordo com a prefeitura, este será “o maior pacote de ações da história da Educação de Campo Grande”.

MATRÍCULA

A chefe da Central de Matrículas da Semed, Adriana Cedrão, confirma que agora as matrículas poderão ser feitas por meio de ligação por celular para o número 0800 615 15 15.

O período de matrículas teve início no dia 16, com a rematrícula dos alunos da Reme, com duração até o dia 18 de dezembro.

Os pais deverão procurar as unidades escolares em que seus filhos estudam para garantir a vaga para o ano que vem.

A primeira listagem dos alunos para as Emeis será divulgada em 1º de dezembro.

Assim, a efetivação da vaga na unidade destinada será até o dia 16 do mesmo mês.

Já a segunda listagem será comunicada pela Semed no dia 11 de janeiro de 2024.

Os pais e/ou responsáveis deverão efetivar a vaga até o dia 17 do mesmo mês.

Já para o Ensino Fundamental, do 1º ao 9º ano, as matrículas começarão no dia 11 de janeiro. O cadastro deverá ser feito por site ou telefone.

Para atender os pais antes do fim das matrículas, no dia 16 de dezembro haverá plantão na Central de Matrículas. “A gente atende de segunda a sexta-feira, mas neste ano vamos oportunizar aos pais que não têm tempo durante a semana o sábado de atendimento, no dia 16 de dezembro”, esclarece Adriana.

MOBILIÁRIO

Neste ano, a Prefeitura de Campo Grande já investiu mais de R$ 27,3 milhões na compra de mobiliário novo para as escolas municipais. Foram adquiridos 35.065 mobiliários para atender às demandas das escolas de Ensino Fundamental e Educação Infantil da Reme.

Esses móveis serão suficientes para trocar todos os mobiliários de 95 escolas e 106 Emeis, a fim de atender à demanda dos diretores das unidades. O investimento total foi no valor de R$ 27.335.287,00. Além disso, novos bebedouros também serão instalados.

Segundo a prefeitura, foram adquiridos 25 mil conjuntos de aluno, compostos por mesa e cadeira na cor azul, e outros 5 mil na cor amarela; 500 conjuntos para professor, compostos por mesa e cadeira; 50 mesas para cadeirantes; 2.627 conjuntos coletivos compostos por uma mesa e dois bancos empilháveis; 618 arquivos de aço com 4 gavetas; 400 armários tipo roupeiro em aço; e 370 mesas para reunião.

“Materializar um momento como esse é o reflexo da sua gestão, prefeita, na área educacional”, disse o titular da Semed, Lucas Henrique Bitencourt.

Sobre os novos mobiliários, a prefeita Adriane Lopes relata que tem trauma de carteira velha.

“Quando eu tinha 5 anos, eu sentei em uma carteira velha que quebrou o ferro, entrou na minha garganta e eu quase morri. Eu tenho um sinal no meu queixo e um trauma por isso. Quando entro em uma escola e vejo uma carteira velha, eu penso que as nossas crianças precisam de um ambiente com segurança”, conta.


Deixe um Comentário