Polícia prende marido de promotora na operação contra “Barão das Drogas”

Daniel Montenegro Menezes, marido de Katia Uemura, recebeu agentes da Senad a tiros nesta manhã

Campo Grande News - 10/07/2023 - 11:08 | 0 comentários
Cotidiano


Advogado Daniel Montenegro Menezes atirou na polícia e foi preso. Foto: Divulgação

O advogado paraguaio Daniel Montenegro Menezes, marido da promotora de Justiça Katia Uemura, foi preso na manhã desta segunda-feira (10) no âmbito da Operação Pavo Real, deflagrada pela Senad (Secretaria Nacional Antidrogas) contra a organização criminosa comandada pelo narcotraficante sul-mato-grossense Jarvis Gimenes Pavão, conhecido como “Barão das Drogas”.

Daniel é um dos alvos da operação, iniciada nas primeiras horas da manhã na capital Asunción e nos departamentos Central, Concepción e Amambay, para cumprir 30 mandados de busca, 32 de prisão e confisco de bens avaliados em 150 milhões de dólares.

Quando chegaram na residência do casal em Pedro Juan Caballero, Daniel Montenegro disparou um tiro na direção dos agentes, mas foi contido, preso e levado para a sede da Senad (veja o vídeo acima). Segundo a imprensa paraguaia, desde 2015 ele possui vínculos com a organização chefiada por Pavão (atualmente recolhido no presídio federal de Brasília).

Além dele, a Senad informou que já foram presas outras nove pessoas. Em Asunción, foram presos Adrián Brizuela, Lilian Haydee Ayala de Silva, Gabriela Esther González Jacquet e Carlos Oleñik Memmel.

Em Pedro Juan Caballero, estão presos María Cristina González Ibarra, Nancy del Carmen Alfonso, Raquel Amaro González, Jorge Mora Galeano e Renan Gilberto Mora Benitez.

Buscas estão sendo feitas em casas de alto padrão, escritórios de advocacia e de contabilidade e empresas, entre as quais o Frontera Palace Hotel e a Cerâmica Itapopo S.A. Os alvos são investigados por lavagem de dinheiro obtido com quase 30 anos de tráfico internacional de cocaína.


Deixe um Comentário