Embratur começa por MS parcerias para divulgar belezas turísticas do Brasil no exterior

Portal de Notícias do MS - 25/05/2024 - 10:40 | 0 comentários
Cotidiano


IMG_0056

O turismo de Mato Grosso do Sul ganha um importante instrumento de promoção de seus destinos junto ao mercado internacional. A Embratur (Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo) escolheu o Estado para inaugurar pelo País ações voltadas a divulgar as belezas e atrações turísticas do Brasil junto ao público estrangeiro.

 

No caso de Mato Grosso Sul, o convênio celebrado nesta sexta-feira (24), em evento no receptivo do Governo do Estado, entre a Embratur e a Fundtur (Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul), visa ampliar a competitividade de forma sustentável da oferta turística do Estado, além de oferecer treinamentos, qualificação e divulgação em feiras e eventos internacionais, entre outras iniciativas.

O anúncio do convênio contou com a presença do trade turístico, parlamentares, técnicos e agentes públicos. Ainda segundo o presidente da Embratur, Marcelo Freixo, as ações devem aumentar a demanda por novos serviços na cadeia turística e justificou a escolha para o lançamento do convênio técnico pelo destaque e o trabalho que a Fundtur vem realizando.

“A primeira cooperação técnica acontece exatamente com o Governo de Mato Grosso do Sul, fruto do trabalho e resultados impressionantes, modelo de desenvolvimento e estrategicamente importante e decisivo para o Brasil, como Bonito e o Pantanal”, disse.

Para o diretor-presidente da Fundtur (Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul), Bruno Wendling, o convênio proporciona condições para que o Mato Grosso do Sul fortaleça suas ações de promoção turística no mercado internacional.

“Os contratos técnicos que vem a seguir tem objetos bem específicos de promoção em mercados emissivos como Estados Unidos, América do Sul e Europa, ou seja, a Embratur vai apoiar a implementar ações em feiras e eventos internacionais e divulgação dos nossos destinos turísticos”, enfatiza.

O governador Eduardo Riedel destaca que o turismo está no rol de uma agenda de crescimento do Estado, com uma indústria moderna e sustentável, junto com uma rede de infraestrutura que também serve ao turismo, além de instrumentos como a Lei do Pantanal e seu fundo de proteção.

“O turismo é uma das atividades econômicas mais estruturadas no Estado como plataforma de diferentes formas de crescimento”, argumenta.