Vereador pede que o MPT investigue depósitos do FGTS de trabalhadores da Santa Casa

Assessoria - 08/05/2024 - 9:21 | 0 comentários
Corumbá


A instauração de investigação para apurar possíveis irregularidades em relação aos depósitos nas contas vinculadas ao Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) dos trabalhadores da Associação Beneficente de Corumbá (Santa Casa), é o que está pedindo o vereador Chicão Vianna ao Ministério Público do Trabalho (MPT), por meio da Procuradoria Regional do Trabalho.

A solicitação foi feita na sessão de ontem, terça-feira, 7, após denúncias que chegaram ao gabinete de vereador, de que a Santa Casa estaria retendo os valores referentes ao FGTS de seus funcionários, mas não estaria realizando os devidos recolhimentos junto aos órgãos competentes, configurando assim uma prática irregular e prejudicial aos trabalhadores.

“É uma atitude que prejudica em demasia os trabalhadores, que acabam privados de utilizar os valores do Fundo para aquisição de imóvel, por exemplo, além dos recorrentes casos de demissões onde ex-funcionários não recebem tais verbas que foram descontados de seus proventos”, comentou.

Por isso mesmo o vereador cita que é necessária a adoção de medidas cabíveis para garantir os direitos dos trabalhadores e a regularidade das obrigações trabalhistas por parte da Santa Casa de Corumbá. “Por isso estamos pedindo que o MPT interceda pelos trabalhadores, buscando, por exemplo, informações junto à Caixa Econômica Federal, gestora do FGTS, para que informe se a Santa Casa de Corumbá vem depositando os valores que são retidos dos vencimentos de seus funcionários”, enfatizou.

VALORIZAÇÃO

Também por meio de indicação, o vereador pediu ao prefeito Marcelo Iunes, o estabelecimento de políticas de valorização dos serviços prestados pelos motoristas da Saúde Municipal, profissionais tão importantes quando aos demais servidores da Saúde.

“São eles que fazem o transporte de pacientes para Campo Grande, são eles que fazem a coleta de materiais biológicos para transportar à capital e, atualmente, não recebem insalubridade ou periculosidade pela atividade exercida que, por vezes, os expões à agentes nocivos, assim como os técnicos em enfermagem, enfermeiros e médicos”, observou.

ADICIONAL NOTURNO

Na mesma sessão, Chicão pediu informações a respeito do pagamento do adicional noturno aos profissionais da enfermagem do Pronto Socorro Municipal, pois, de acordo com relatos, eles estão sem receber o adicional já há dois meses.

TOMOGRAFIA

Pediu ainda informações sobre o funcionamento do aparelho de Tomografia Computadorizada que, apesar de novo, conforme relatos de pacientes, não tem funcionado de forma constante, prejudicando o atendimento da população.

MEDICAMENTOS

Solicitou o envio de informações à Câmara sobre a disponibilização de medicamentos na farmácia popular do município, como também quais estão em falta na Rede Pública de Saúde e até quando a população será prejudicada pela falta de remédios.

OBRAS

O vereador ainda questionou o prefeito Marcelo Iunes sobre as obras de reforma da Unidade Básica de Saúde Dr. Paulo Maissato, no Bairro Nova Corumbá, e do Instituto Luiz de Albuquerque (ILA), bem como a construção do Centro de Iniciação ao Esporte (CIE) no Bairro Nova Corumbá, com prazos de conclusão já extrapolado, bem como em relação ao lago do Jardim da Independência que se encontra desativado.


Deixe um Comentário