Mocidade da Nova Corumbá faz homenagem a Almir Sater durante desfile

Redação - 12/02/2024 - 9:41 | 0 comentários
Carnaval


Foto: Renê Marcio Carneiro

Ainda na noite deste domingo, 11 de fevereiro, a  escola de samba Mocidade Independente da Nova Corumbá, bicampeã do carnaval em 2023, fez homenagem ao cantor , compositor e ator sul-mato-grossense, Almir Sater.

Ao todo foram 750 componentes em 20 alas, 4 carros alegóricos e um tripé. O desfile mostrou letras e canções de Almir Sater, juntamente com a cultura do pantanal.

Tudo muito colorido, mostrando  toda a história e tragetória  de Almir Sater. Com o samba enredo “A Mocidade apresenta Almir Sater, o Pantaneiro cantador de Esperança.” O cantor infelizmente não pode comparecer ao desfile, mas afirmou estar honrado com a homenagem e torcendo para que a Mocidade possa conquistar  o tricampeonato.

De acordo com a Liga Independente das Escolas de Samba de Corumbá (Liesco), oito quesitos, com dois jurados cada, estiveram sob avaliação: bateria; samba-enredo; fantasias; alegorias; enredo; comissão de frente; mestre-sala e porta-bandeira e o conjunto harmônico (harmonia/evolução). Pelo regulamento, as agremiações tiveram tempo mínimo de 55 minutos de desfile e máximo de 70 minutos.

O Carnaval de Corumbá 2024 – ‘Pantanal é a Passarela do Samba e da Alegria’ é uma realização da Prefeitura Municipal de Corumbá, por meio da Fundação da Cultura e do Patrimônio Histórico de Corumbá e Secretaria Municipal de Governo, em parceria com o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Turismo, Esporte e Cultura (SETESCC) e Fundação de Cultura do Mato Grosso do Sul (FCMS). O apoio cultural é da Ala Telecom.

 

Ficha Técnica

Grêmio Recreativo Escola De Samba Mocidade Independente da Nova Corumbá
Presidente: Bosco
Vice-Presidente: Jobson
Tesoureira: Morocha
2º Tesoureiro: Márcio Cavasana
Fundação: 22 de Junho de 1999
Cores: Vermelho, Verde e Branco
Simbolo: Arara vermelha
Quadra De Ensaios: Rua Marechal Floriano, 20 – Nova Corumbá
Enredo: “A Mocidade apresenta, Almir Sater, o Pantaneiro cantador de esperança”
Pesquisa e texto: Ninho, Elvis, Celenir Magalhães, Edilson de Oliveira, José Maria e Jô Diuary
Autores do Samba Enredo: Leandro Bessa, Dudu Botelho e Franco Cava
Total de Alas: 20 (Incluindo Passistas, Bateria E Baianas)
Número de alegorias: 04
Número de tripé: 01
Total de componentes: 750
Carnavalesco: Edilson de Oliveira
Diretora Geral: Maria Lucia Calabria (Dona Morocha)
Diretor de Carnaval: Reinaldo Bah
Diretor de Harmonia: Rogério César Dos Santos
Diretor de Alegorias: Luíz Mário Anache
Diretor de Bateria: Elvis E Ninho
Coreógrafo Comissão de Frente: Leandro Lincoln
Coreógrafo ala Ddas Baianas: Jô Diuary Rondon. Assistente: Sara Carolina
Intérprete Oficial: Braguinha
Intérpretes Auxiliares: Helder da Silva, Ivanete Malheiros, Karen Mendes e Breno Adrison
Músicos Cavaco: Vinicius e Dudu Souza
Violão: Sabará
Sanfona: Wendel Simões
Mestre de Bateria: Marcigley Santana
Total de Ritmistas: 100
Rainha de Bateria: Carol Castelo
1º Casal de Mestre Sala e Porta Bandeira: Robson e Lorraynny
Costureiros: Luis e Jucélia
Fantasias: Ateliê Orun Aiyê by Edilson de Oliveira
Equipe de Barracão: Bobi, Cida, Carolina, Joseney, Joelton, Nathan, Felipe, Luana, Jeferson e Levinho


Deixe um Comentário