Tempo médio de abertura de empresas em Campo Grande cai para apenas 7 horas

Em 2022, os empresários de Campo Grande levavam, em média, 1 dia e 20 horas para abrir uma empresa

Da Redação - 06/10/2023 - 13:32 | 0 comentários
Campo Grande


Centro de Campo Grande. Foto: Internet

Nos últimos meses, o processo de abertura de empresas em Campo Grande foi significativamente agilizado. Segundo dados do Mapa de Empresas, elaborado pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, o tempo médio para abrir uma empresa na cidade diminuiu para 7 horas. Isso representa uma redução de duas horas em comparação com o levantamento do primeiro quadrimestre deste ano.

Comparado ao ano anterior, o ganho de eficiência é ainda mais notável. Em 2022, os empresários de Campo Grande levavam, em média, 1 dia e 20 horas para abrir uma empresa. Com os dados mais recentes, a cidade subiu 12 posições no ranking nacional de tempo médio para abertura de empresas, agora ocupando o 11º lugar.

No Brasil, o tempo médio para abrir uma empresa é de 1 dia e 5 horas. No Mato Grosso do Sul o tempo médio é de 3 horas para registro e 12 horas para viabilizar o negócio.

Até agosto, Campo Grande contava com 126.674 empresas abertas, representando 40,97% do total de Mato Grosso do Sul, que possui 309.157 empresas.

“A melhoria nesse indicador nos deixa muito satisfeitos e mostra que as iniciativas tomadas pela Prefeitura de Campo Grande e outros órgãos para simplificar o processo de abertura de empresas estão dando resultados”, avalia a prefeita da cidade, Adriane Lopes.

Assim como no restante do país, as atividades do setor terciário da economia, relacionadas ao comércio e prestação de serviços, são as que mais se destacam em Campo Grande. Essas atividades representam 81,7% das empresas em funcionamento no Brasil e 83,9% das empresas abertas no segundo quadrimestre de 2023 em Campo Grande, com 59,4% dedicados exclusivamente à prestação de serviços.

Os microempreendedores individuais (MEIs) desempenham um papel crucial nesse cenário, sendo responsáveis por 58,1% dos negócios ativos no país. Além disso, os MEIs representam 74,9% das empresas abertas no segundo quadrimestre de 2023 em Campo Grande.

As Salas do Empreendedor do Município oferecem suporte para formalização de empresas MEI, emissão de boletos de pagamento (DAS), declaração anual de faturamento, regularização de débitos do MEI, alteração de dados cadastrais do CNPJ, viabilidade, emissão de certificado MEI (CCMEI), emissão de nota fiscal de serviço eletrônica e encerramento de empresas, tudo de forma gratuita.

“A Sidagro é um espaço que reúne todas as informações necessárias para a emissão da inscrição municipal e alvará de funcionamento, certidões de regularidade fiscal e vários outros serviços que orientam ou facilitam a implementação de empreendimentos no Município, tudo de forma gratuita”, destaca o secretário municipal de Inovação, Desenvolvimento Econômico e Agronegócio, Adelaido Vila.


Deixe um Comentário