Comerciantes da Capital vão contratar 2,2 mil temporários para o fim do ano

A previsão é da Associação Comercial e Industrial de Campo Grande (ACICG)

Da Redação, com informações ACICG - 08/11/2023 - 14:14 | 0 comentários
Campo Grande


Comércio vai contratar neste fim de ano. Foto: Roberto Ajala

Os setores de comércio e serviços de Campo Grande devem contratar 2,2 mil trabalhadores temporários para reforçar as equipes de venda para festividades deste fim de ano. As contratações, para ‘Natal e Ano Novo’, já começaram, mas devem se intensificar no final deste mês e principalmente em dezembro, segundo levantamento da ACICG (Associação Comercial e Industrial de Campo Grande).O número pode chegar a perspectiva do total e com isso até amenizar para somar com empregos gerados pelo setor neste ano, que está ou deve ficar abaixo que em 2022, em Mato Grosso do Sul.

No ano passado, o comércio de MS, até por ter havido uma retomada pós pandemia, teve 2 mil contratados a mais, que neste ano de 2023, entre janeiro a setembro. O período é fechado nos noves meses, pois após vem ou inicia a chamada alta temporada de eventos de melhores vendas, como Dia das Crianças, Black Frids, atualmente até o Halloween, Fiandos, Natal e Ano Novo.

A ACICG realizou pesquisa com os empresários, onde 64% responderam que devem contratar temporários, percentual 7% superior ao do ano passado. Além disso, 57% disseram que pretendem abrir mais vagas do que no fim de 2022. A maior parcela dos entrevistados na pesquisa, ou seja, 81,5%, deve contratar até 2 pessoas e 12% pretendem incorporar até 5 funcionários. Apenas 4,6% dos respondentes esperam aumentar o quadro de colaboradores em até 7 pessoas e 1,5% disseram que devem agregar 10 pessoas ou mais à equipe.

“Esse foi mais um indicador que comprovou o otimismo da classe empresarial. Em 2022, a maioria respondeu que a previsão de contratação seria igual a de 2021. Apenas 11% dos entrevistados revelaram que estavam abrindo mais oportunidades de trabalho naquele período”, disse o presidente da ACICG, Renato Paniago, sobre levantamento realizado em outubro, com a participação de 102 empresários dos setores de vestuário, eletrônicos, calçados, brinquedos, perfumaria, jóias, alimentos, ótica, alimentação, entre outros.

Baixa contratação do comércio em 2023

Em 2023, o comércio de Mato Grosso do Sul gerou 4.027 vagas de trabalho entre janeiro e setembro, montante que representa retração considerável quando comparado ao mesmo período do ano passado. De acordo com os dados do Caged, de janeiro a setembro de 2022 o comércio de MS gerou 6.117 vagas, mas até dezembro o setor acumulou 8.188 vagas.

Segundo o economista Renato Prado Siqueira, o ritmo de crescimento das vendas no comércio varejista no Mato Grosso do Sul em 2023 mostra desaceleração, com um aumento de 2,7% até agosto, valor significativamente menor em comparação com o mesmo período do ano anterior (6,4%).

“Apesar da geração de empregos ainda apresentar números positivos, a taxa de crescimento também diminuiu em relação ao ano anterior, possivelmente devido a um mercado de trabalho já bastante saturado, o que, por si só, delimita o espaço para avanços na criação e ocupação de novas vagas”, afirma o economista.


Deixe um Comentário